Olá, Visitante. Faça Login ou Cadastre-se
  • Amalaya

www.amalaya.com 

      Onde os outros viram um deserto, Donald Hess vislumbrou grandes vinhos. Assim surgiu Amalaya, “esperança por um milagre” na língua indígena local, outro projeto da Hess Family Estates (Colomé, Hess Collection, Glen Carlou e Peter Lehmann) que veio a consubstanciar o milagre de elaborar alguns dos vinhos mais incríveis e originais de toda a Argentina em pleno deserto de Cafayate, no noroeste de Salta. Tal como na vinícola irmã Colomé, os vinhedos próprios estão entre os mais altos do mundo e são cultivados segundo a filosofia biodinâmica.

  • Após o triunfo das 5 estrelas em 5 na Decanter e “gold medal” no Decanter World Wine Awards 2011 do Amalaya Blanco 2010, o safra 2012 logrou um glorioso Trophy, o prêmio máximo no mais importante concurso de vinhos do país, o Argentina Wine Awards, sagrando-se o grande vencedor na categoria “White Blends”. Chega exibindo todo seu frescor dos 15% de Riesling no corte, bem como muitas impressões de toranja e jasmim, sobre cristalina mineralidade. Se aconchega em pratos típicos salteños como empanadas e tamales, além de cebiche do Peru, curry da Índia ou guacamole e tacos do México.
  • É muito difícil encontrar no mercado uma relação preço/prazer mais vantajosa que a do Amalaya, um vinhaço que transborda da taça, com a riqueza olfativa e gustativa no topo do mundo. “Um tinto jovem com todo o ímpeto da altitude, que trouxe ao paladar de muitos um terroir tão tradicional como único”, segundo Patricio Tapia em seu Descorchados 2011. Na safra de 2011 mereceu 17 valores em 20 (90 pontos em 100) na Decanter inglesa e ficou entre os 58 “Great-Value New World Reds under £15”.
  • O Gran Corte é mais uma novidade incontornável, um valor estupendo à base de Malbec de altitude, com um toque de Bonarda e Cabernet Franc a contribuir com apontamentos balsâmicos e mentolados, em um contexto de invulgar complexidade na faixa de preço. Sucesso garantido.

 

Clique aqui para conhecer os vinhos.