Olá, Visitante. Faça Login ou Cadastre-se
  • Palácio de Fefiñanes

www.fefinanes.com           

            A sub-região de Rías Baixas localizada na Galícia, extremo noroeste espanhol, goza de um clima marcadamente atlântico, com alto índice de precipitações e condições territoriais fantásticas para a plena expressão de uma das variedades brancas mais nobres do mundo, a Alvarinho ou localmente Albariño.

            O Palacio de Fefiñanes também conhecido como Palacio de Figueroa, está localizado na pequena vila pesqueira de Cambados, província de Pontevedra. Sua arquitetura monumental, de estilo renascentista o caracteriza como uma das mais suntuosas edificações históricas da Galícia. Não só pela parte cultural esse produtor é celebrado, também por ter sido o primeiro a engarrafar um Rías Baixas D.O. em 1904 e ser registrado posteriormente como marca em 1928.

            Seus vinhos estão entre os mais autênticos, expressivos e premiados brancos galegos, com uma linha que mostra três interpretações da Albariño. O primeiro, Albariño Joven é fresco, com aromas de cítricos, pêssegos e menta. De apelo imediato em boca, salino e de extremo prazer. O segundo, Albariño 1583, faz referência ao ano de nascimento do construtor do Palacio de Figueroa. Um branco mais vigoroso quer no olfato, quer em boca, com aromas de cítricos confitados, nectarina, leve fumado e generosa mineralidade. Muito longo e de marcante textura.

            O Albariño de Fefiñanes III Año é o topo de gama do produtor, concebido em baixos rendimentos a partir das vinhas mais velhas da propriedade. Vinificado sem nenhum contato com a madeira, para potencializar as virtudes da Albariño. Cheio de caráter no olfato, muito rico, revela cítricos confitados, melões maduros, giz e impressões balsâmicas. Complexo ataque gustativo, que encanta pela maciez glicérica contrabalançada por estupenda acidez e deliciosa mineralidade. A produção deste ícone é sempre limitada ao máximo de 6.000 garrafas e lançada após três anos de amadurecimento nas caves do palácio. Uma interpretação quintessencial da Albariño!

Clique aqui para conhecer os vinhos.